Notícia

Europa: EMB diz que o coronavírus tem potencial para ser a pior crise para laticínios

Europa: EMB diz que o coronavírus tem potencial para ser a pior crise para laticínios

Europa: EMB diz que o coronavírus tem potencial para ser a pior crise para laticínios

European Milk Board (EMB) disse que todos os principais indicadores do setor lácteo estão em forte espiral descendente. Por exemplo, o índice Global Dairy Trade caiu até 3,9%, após um declínio constante nas últimas semanas. Outras reduções significativas de preços também estão sendo observadas no mercado italiano de leite. Esses preços encolheram quase 7% em relação a fevereiro.

Seguindo a mesma tendência, as taxas futuras de produtos lácteos na European Energy Exchange (EEX) caíram significativamente. Os contratos de maio caíram 5,7%, totalizando € 3.300 (US$ 3.544)/tonelada.

As partes interessadas do mercado de laticínios já estão tomando medidas para limitar as consequências da crise do coronavírus, informou o EMB.

Por exemplo, a Mila, uma empresa de leite alpino em South Tirol, pediu recentemente a seus produtores que reduzissem voluntariamente os volumes de produção, para adaptar o suprimento de leite a essa situação de crise. "Tornou-se claro nos últimos dias que, durante as crises, todos precisam agir em conjunto para lidar com os problemas emergentes de maneira eficaz", afirmou o EMB.

"Não é suficiente que regiões e instituições reajam individualmente ou que implementem medidas que são muito diferentes umas das outras", alertou o EMB, acrescentando que as medidas devem ser direcionadas a todos e ter ampla adesão, para manter a crise sob controle.

"Em muitas áreas, a quantidade de leite sendo produzida nas fazendas é muito alta para a capacidade de processamento e mercado existentes", argumentou a EMB. "A disseminação do coronavírus está levando a grandes dificuldades nas compras e na logística na indústria. Isso é agravado ainda por possível escassez de pessoal, bem como o colapso na demanda por determinados produtos".

Uma maneira eficaz de trazer alívio é reduzir ativamente a pressão causada por esses volumes excedentes de leite na UE. A Comissão Europeia foi incentivada a se preparar imediatamente para o lançamento de um esquema voluntário de redução de volume. À medida que a situação piora, conforme o esperado atualmente, a redução de volume deve ser prontamente ativada.

Dessa forma, o EMB aconselha que os produtores reduzam conjuntamente a produção em suas fazendas. Esta ação, coordenada a nível da UE, pode adaptar os volumes de produção às circunstâncias atuais e controlar as consequências econômicas. O EMB disse que a falta de reação arrisca que todo o setor caia na pior crise já vista.

Mesmo depois que as consequências para a saúde começarem a diminuir, as econômicas continuarão causando estragos, acrescentando que, na grande crise de 2016, o esquema de redução voluntária da produção foi lançado tarde demais.

Fonte: MilkPoint